Julian Assange libertado da prisão sob fiança

 
O fundador da WikiLeaks saiu da prisão cerca das 18 horas, depois de ter pago a fiança imposta pelo tribunal, que não aceitou o recurso da Suécia, que pretendia que Assange permanecesse detido. O valor da fiança é de 236 mil euros, a que acresceram o pagamento de mais duas garantias.
À saída do tribunal, Assange afirmou que vai continuar a lutar pela sua inocência e agradeceu a todos os que o têm apoiado.

foto Andrew Winning/Reuters


Julian Assange saiu da prisão sob fiança 
Assange à saída da prisão
 





"É bom voltar a cheirar o ar fresco de Londres outra vez", disse ainda o fundador do site WikiLeaks.
Horas antes, à chegada ao tribunal, Mark Stephens, advogado de Julian Assange, mostrou esperança de que o seu cliente fosse libertado.
Detido desde 7 de Dezembro a pedido das autoridades suecas que o procuram por agressões sexuais, o australiano de 39 anos obteve a liberdade condicional após a decisão de terça-feira de um tribunal londrino de primeira instância de o libertar sob caução.

foto AFP
Julian Assange saiu da prisão sob fiança


Julian Assange à chegada ao tribunal em Londres




As autoridades suecas contestaram a decisão e o recurso foi apreciado pelo Tribunal Superior de Londres, que indeferiu o recurso.
Julian Assange será alvo de condições muito restritas: deverá usar pulseira electrónica e ficar numa propriedade, colocada à sua disposição por um dos seus apoiantes, a cerca de 200 quilómetros de Londres.
O fundador do Wikileaks pagou uma caução de 200 mil libras, além de duas garantias de 20 mil cada uma, ou seja, um total de 240 mil libras (283 mil euros).
Várias celebridades prometeram ajudar no pagamento da caução, incluindo os realizadores norte-americano Michael Moore e britânico Ken Loach.
O julgamento sobre o processo de extradição será marcado a 11 de Janeiro, disse fonte judiciária.





Partilhar no Google Plus

0 comentários :